sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

SESSÃO DA TARDE 2

é tanto sangue manchando o tapete e o meu arroz com feijão.

tantos desejos expostos violentamente consumidos.

enquanto isso insisto...Rumino toda refeição.


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

SEXTA

Hoje eu sou A Tarde,

e tudo que tem nela.



sábado, 10 de setembro de 2011

OLHOS VERMELHOS

Pensando bem...
eu sempre tive os olhos assim, mais ou menos vermelhos.

Seja,
de cio. cisco ou vicio.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

DRAMATURGIA



DANÇAR SOBRE O PASSADO ATÉ ELE VIRAR OUTRA COISA

QUE SEJA O PRESENTE, QUE SEJA ESPERANÇA.

PASSADO DEPOIS QUE PASSA É OUTRA COISA

É CICATRIZ, É LIÇÃO, REFLEXÃO, UMA AÇÃO, VERGONHA E ORGULHO,

VOU DANÇAR NO QUE PASSOU ATÉ TER A SINTESE QUE EU PRECISO NA MEMORIA!



...

sábado, 13 de agosto de 2011

PARAISO

Pela manhã, depois de ter pisado nas flores da praça,
percebi que passei a noite inteira pisando em estrelas.

achei graça !

(pensamentos desconstruídos na cidade da manhã que nunca chega).

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

.

...e todo prazer que nos faça transcender

Transar até o mundo perder o sentido.

domingo, 3 de abril de 2011

PELE


O Tudo é pele e a cada gozo,
...

tudo quanto é mundo
em cada espasmo se revela secundário.

só ela !

sábado, 15 de janeiro de 2011

SESSÃO DA TARDE 2

... a tarde se estendeu além dos meninos do céu
inundou sem terror a cozinha já imersa no lanche das crianças

chegou até sala e anunciou, como de constume, que já era hora de mudar de canal.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

LIMPEZA

e se busco redenção
flores cobrem meu jardim

o defunto está vivo do outro lado da rua e da janela observo meus pecados.

me vigio de delírios,
de escuros borrei minha poesia, meu quarto e minhas cartas de lembrar

o velório do vizinho pega fogo,
limpo...
recebo minha redenção num plácido e gordo saco de lixo

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

COMPLEXO DE DEUS Nº 00

*



na medida do sem fim

ser eterno parece humildade




*